Mais um bispo para a Igreja: Dom Walter é ordenado em Viçosa

A Igreja do Brasil ganhou, na manhã deste sábado (30), mais um bispo filho da Arquidiocese de Mariana.  Dom Walter Jorge Pinto foi sagrado bispo pelas mãos do arcebispo de Mariana, Dom Airton José dos Santos, na igreja de São João Batista, em Viçosa (MG). O arcebispo emérito da Arquidiocese de Mariana, Dom Geraldo Lyrio Rocha e o arcebispo metropolitano de Curitiba, Dom José Antônio Peruzzo, foram os coordenantes da ordenação. Também estiveram presentes o bispo auxiliar de Curitiba, Dom Francisco Cota de Oliveira, o bispo da Diocese de Almenara, Dom José Carlos Brandão Cabral, e os bispos filhos da arquidiocese de Mariana: o emérito da Diocese de Oliveira, Dom Francisco Barroso Filho, o auxiliar da arquidiocese de Belo Horizonte, Dom Geovane Luís da Silva e o bispo da Diocese de São João Del Rey, Dom José Eudes Campos do Nascimento.

“Um dos nossos presbíteros foi escolhido para ser sucessor dos apóstolos, para anunciar o Evangelho, para falar do Reino de Deus como um arauto, como um alto-falante, como uma corneta a anunciar aquilo que nem sempre o mundo quer ouvir”, disse na homilia Dom Airton.

O novo bispo agradeceu aos que participaram da sua caminhada eclesial e demonstrou gratidão a Arquidiocese de Mariana, a qual definiu como uma “Igreja dos serviços, dimensões e pastorais” que o ensinaram muito. “Agradeço também a realidade dessa Igreja, na outra diocese a qual o Senhor agora quer me unir: Igreja que se reúne no sul do Paraná, na Diocese de União da Vitória. Diocese a qual desejo então saudar pela coragem dos que aqui vieram: 28 horas de viagem”, destacou, referindo-se a diocese que assumirá no dia 27 de abrii.

Dom Walter não conteve a alegria ao direcionar as palavras aos irmãos de caminhada eclesial, reconhecendo que não “teria dado conta da missão e não teria aprendido que a coisa mais importante da vida é o amor”. “Quero agradecer de todo o coração a vocês, muitos dos quais não mediram esforços para estar aqui. É muito fácil sentir no olhar que vocês gostam de mim. E vocês sabem que é recíproco o quanto eu gosto de vocês. Pela fraternidade, pela amizade, por tudo que o Senhor nos permitiu viver até aqui e pela fraternidade e amizade que eu sei que vou encontrar na diocese pra onde Ele me envia, vamos dizer vibrantes ao senhor: a Ele glória e louvor eternamente”.

O arcebispo de Mariana assegurou a Dom Walter que a arquidiocese rezará por ele e deu destaque ao ministério de Dom Geraldo, afirmando que se não fosse pelo arcebispo emérito, Mariana não estaria vivendo este momento.  “Que nosso irmão, Dom Walter Jorge, possa encontrar o apoio, a fraternidade necessária, a proximidade dos filhos e filhas de Deus, dos discípulos de Cristo, para desempenhar o seu ministério com altivez, como aquele que veio para anunciar a Jesus Cristo”, disse.

Dom Walter

Dom Walter Jorge Pinto, nascido em 12 de fevereiro de 1963, é natural da cidade de Ubá (MG). Ingressou no Seminário São José, na arquidiocese de Mariana, em 1996, onde cursou Filosofia e Teologia. Fez a convalidação do curso de Teologia no Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora (MG), por meio do Seminário Santo Antônio, da arquidiocese de Juiz de Fora. Dom Walter é engenheiro agrônomo, formado pela Universidade Federal de Viçosa (MG), onde também cursou o mestrado na área de Fitotecnia. Sua ordenação diaconal foi no ano de 2001. No ano seguinte, foi ordenado presbítero na arquidiocese de Mariana.

O seu último ministério presbiteral foi exercido na paróquia São José Operário, na cidade de Barbacena. Em sua trajetória, foi pároco da paróquia de São João Batista, em Viçosa, administrador paroquial da paróquia de São Sebastião, em Pedra do Anta (MG), e vigário paroquial na paróquia de Nossa Senhora de Fátima, em Viçosa. Também foi Membro do Colégio dos Consultores da arquidiocese de Mariana, assessorou a Pastoral Familiar, por três anos foi vigário episcopal, atuou como representante dos presbíteros, foi membro do Conselho Presbiteral, assessor regional do Serviço de Animação Vocacional e defensor do vínculo no Tribunal Eclesiástico Marianense.

Diocese de União da Vitória

Dom Walter Jorge chegará à diocese do centro-sul paranaense contando, de acordo com os dados divulgados no site oficial, com 37 padres, nove diáconos permanentes e cerca de trinta religiosas. São 25 paróquias, com mais de 400 comunidades, uma população de cerca de 350 mil pessoas, distribuídas em 14 municípios: União da Vitória, Bituruna, General Carneiro, Cruz Machado, Porto Vitória, Paula Freitas, Paulo Frontin, Mallet, Rio Azul, Rebouças, São Mateus do Sul, Antônio Olinto e São João do Triunfo.

Fonte: Arquidiocese de Mariana

FacebookTwitterWhatsApp