Paróquia Sagrada Família

Diaconato permanente: vocação e serviço

diacono-permanente

Vocação é antes de tudo, dom de Deus e da Igreja. E assim, como padres e bispos, existe também a vocação ao diaconato permanente. Muitas vezes confundido com “um padre casado”, uma inverdade que precisamos corrigir. O diácono permanente pode batizar, levar o viático, assistir casamentos e presidir funerais, e talvez seja esse o motivo dessas dúvidas que ocorrem com alguns fiéis. O ministério eclesiástico compreende três graus do sacramento da ordem sacerdotal: os bispos, os sacerdotes e os diáconos. Enquanto os bispos e os padres participam ministerialmente do sacerdócio de Cristo, a ordem do diaconato permanente tem a função de ajudar e servir aos bispos e presbíteros.

De acordo com a doutrina da Igreja o diaconato foi estabelecido desde a época dos apóstolos. O Catecismo da Igreja (1570) ensina que “os diáconos participam de modo especial na missão e na graça de Cristo. O sacramento da Ordem marca-os com um selo (caráter) que ninguém pode fazer desaparecer e que configura com Cristo, que se fez ‘diácono’, isto é, o servo de todos. Entre outros serviços, pertence aos diáconos assistir o bispo e os sacerdotes na celebração dos divinos mistérios, sobretudo da Eucaristia, distribuí-la, assistir ao Matrimônio e abençoá-lo, proclamar o Evangelho e pregar, presidir aos funerais e consagrar-se aos diversos serviços da caridade.”

Um diácono, ao contrário do padre, não pode celebrar o sacramento da Eucaristia (Missa), confessar e nem administrar a unção dos enfermos. Por outro lado, não precisa viver o celibato sendo autorizado a casar e constituir família. É a Igreja oferecendo formas para que a humanidade possa servir a Deus. E para ser um diácono é preciso vocação e discernimento, sabendo sempre a necessidade de estar disposto a servir a Cristo. Antes de tudo, procure seu pároco e fale sobre o assunto e assim ele o indicará o melhor a ser feito.

A Diocese de Itabira – Coronel Fabriciano, estará comemorando o primeiro aniversário de orndeção dos 16 diáconos permanentes, são eles: Diácono Elias Pereira da Silva, Diácono Euder Adeli dos Santos, Diácono Geraldo Afonso de Souza, Diácono Geraldo Luciano Lima, Diácono Geraldo Mangelo Viana, Diácono Geraldo Ponciano Ferreira, Diácono Helvécio Dias da Silveira, Diácono João Carlos de Medeiros, Diácono José Geraldo de Oliveira, Diácono Luciano dos Santos Rodrigues, Diácono Luiz Carlos de Paiva, Diácono Luiz Sales Luzia, Diácono Marcelo de Souza Vieira, Diácono Maurílio Hamilton Serafim, Diácono Ronaldo de Carvalho e Diácono Vicente Moreira da Silva.

Por Jéssica Scarabelli
Freelancer Católico


MISSA DE AÇÃO DE GRAÇAS PELO DIACONATO PERMANENTE 
ANIVERSÁRIO DE 1 ANO DE ORDENAÇÃO

06 DE AGOSTO – 10H
Igreja Matriz de Santana
Paróquia de Santana
Santana do Paraíso – MG

06 DE AGOSTO – 19H30
Igreja Matriz de São José de Acesita
Paróquia São José
Timóteo – MG

06 DE AGOSTO – 19H30
Santuário Senhor do Bonfim
Paróquia Senhor do Bonfim
Ipatinga – MG

10 DE AGOSTO – 19H30
Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário
Paróquia Nossa Senhora do Rosário
Santa Maria de Itabira – MG

13 DE AGOSTO – 19H30
Igreja São João Batista
Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida
Itabira – MG

13 DE AGOSTO – 19H30
Igreja Sagrado Coração de Jesus
Paróquia Nossa Senhora da Conceição
João Monlevade – MG

13 DE AGOSTO – 19H30
Igreja Matriz Nossa Senhora Aparecida
Paróquia Nossa Senhora Aparecida
Ipatinga – MG

13 DE AGOSTO – 08H E 20H
Igreja Matriz Nossa Senhora da Piedade
Paróquia Nossa Senhora da Piedade
Belo Oriente – MG

13 DE AGOSTO – 19H30
Igreja Matriz Cristo Libertador
Paróquia Cristo Libertador
Ipatinga – MG

FacebookTwitterGoogle+