Caritas Suíça: “Agora, mais do que nunca, população libanesa precisa de nossa ajuda”

A prioridade no momento é a assistência médica de emergência aos mais de quatro mil feridos que os hospitais da capital libanesa – muitos dos quais inutilizados pela forte explosão – não conseguem atender.

Vatican News

Também a Caritas Suíça está pronta para dar sua contribuição para ajudar as vítimas das terríveis explosões ocorridas em Beirute na tarde de terça-feira, 4.

A organização de caridade suíça, presente no Líbano desde 2012 para levar ajuda a aproximadamente 1,5 milhão de refugiados sírios e envolvida em vários projetos no campo da educação e na luta contra a pobreza, já alocou 100.000 francos suíços (quase 93 mil €) e lançou uma campanha online para angariar mais fundos.

A Caritas está em estreito contato com organizações parceiras no local para ser atualizada sobre as necessidades mais urgentes da população, informa um comunicado divulgado na quarta-feira.

A prioridade no momento é a assistência médica de emergência aos mais de cinco mil feridos que os hospitais da capital libanesa – muitos dos quais inutilizados pela forte explosão – não conseguem atender.

Também o sistema de saúde local foi fortemente afetado pela crise econômica que colocou o país de joelhos. “Os hospitais não podem pagar o pessoal médico ou substituir equipamentos hospitalares obsoletos. Dezenas de pessoas não têm acesso aos cuidados médicos necessários”, explica a Caritas Suíça.

A crise do coronavírus, que atingiu o Líbano com força, agravou ainda mais a situação. Neste sentido, o apelo da organização aos doadores: “Agora, mais do que nunca, a população libanesa precisa de nossa ajuda.”

Vaticano News Service – LZ

FacebookTwitterWhatsApp